Poemas - O Presente Permanente

O Presente Permanente

Poema nº 291 - Esta noite é de espanto...
Poema nº 291 - Esta noite é de espanto...
Meu canto de despedida, encontro e louvor à eternidade de Ferreira Gullar Esta noite é de espanto pranto silêncio…
Poema  nº  289 - MÉRDIO
Poema nº 289 - MÉRDIO
meu país bate à porta mas eu bato a porta se não rega a minha horta o pleito que ele me diz…
Poema nº 287 - Não posso ver meu país...
Poema nº 287 - Não posso ver meu país...
Não posso ver meu país vagando nas ruas sem rumo sem tostão…
Poema nº 285 - Rapina
Poema nº 285 - Rapina
ávidos por votos esta a fome dos que sobrevoam a nossa fome com seus cantos de enganos palavras-garras…
Poema nº 281 - Greve dos caminhoneiros
Poema nº 281 - Greve dos caminhoneiros
Caminhoneiros? a verdade de verdade a face oculta dos fatos (vero motor dos atos) mora escondida no escuro…