Poema nº 285 - Rapina

Poema nº 285 - Rapina

Este canal do YouTube é dedicado exclusivamente ao áudio do texto abaixo. Ouça o texto na voz de Luiz Sampaio.

Rapina

ávidos por votos

esta a fome
dos que sobrevoam a nossa fome
com seus cantos de enganos

palavras-garras
querem arrancar de nós
     nossa voz
             nosso voto

palavras falsas
ofuscam nosso poder
      de dar-lhes o poder
      de deixar-nos sem poder
             por mais quatro míseros anos

Luiz Sampaio
12.09.2018