CADERNO I

CADERNO I

Poema nº 11 - Clarão
Poema nº 11 - Clarão
cantar o que há para cantar cantar mesmo que insisto nada à vista exista de se cantar…
Poema nº 9 - dá-me, Pai a paz...
Poema nº 9 - dá-me, Pai a paz...
dá-me, Pai a paz da água que é apenas água e no entanto vive e vai livra-me de saber o meu leito e guarda contigo…
Poema nº 7 - ia escrever uns versos sobre o labirinto...
Poema nº 7 - ia escrever uns versos sobre o labirinto...
ia escrever uns versos sobre o labirinto mas me dispersei na imensidão dos campos que rodeiam o labirinto depois mergulhei minha atenção no fato dos…
Poema nº 5 - Quando a alegria é grande...
Poema nº 5 - Quando a alegria é grande...
Quando a alegria é grande tão grande que esparrama de si e se proclama felicidade muita coisa não cabe no peito da gente encolhido dos…
Poema nº 3 - A cada noite o papel...
Poema nº 3 - A cada noite o papel...
A cada noite o papel é um mundo novo e assim branco a branco é um mundo novo e assim branco a branco eu avanço…
Poema nº 1 - Fernando & Pessoas
Poema nº 1 - Fernando & Pessoas
uma  arca de  palavras eis  o tesouro!  (se  descoberto) do  poeta amealhadas  entre outros  grãos  (ruídos) as  sementes da  poesia  aguardam as  luzes de  outros  olhos que  não os  do  poeta (seus)…
Caderno I - Página de Rosto
Caderno I - Página de Rosto
REDEMOINHO eu na cidade…